Educação infantil - Como funciona e o que estudar em cada etapa

setembro 19, 2020


"Crianças pequenas são descritas como 'esponjas' porque elas se embebem de conhecimento. Mas há outro lado nessa metáfora. Esprema uma esponja seca e nada sairá."
Bauer, Susan. A mente bem treinada, pág 71.

 

Importante!
Não pule essa parte.

    Aqui você verá uma breve explicação do que se espera desenvolver em cada etapa designada pela idade, mas ACREDITE: seu filho é muito mais do que o número de anos que ele possui. Sinto um frio na espinha quando recebo mensagem dizendo: "Meu filho completou 4 anos há 8 dias, que material eu compro?" Seu filho precisa aprender o que ele ainda não sabe, não importa quantos anos tenha. Se ele tem 5 e ainda não domina as vogais, você deve voltar e começar por aí.
    Sei que para muitos de nós é dificílimo tirar o rótulo da idade, mas é preciso. Na escola esse é o único recurso de classificação. Não há testes que classifiquem a criança de acordo com o que ela já sabe ou precisa aprender. Se a criança faz 6 anos até o dia 31 de março, ela vai para o primeiro ano. Se ela faz 6 anos um dia depois, fica por mais um ano na pré-escola. Não importa se ele já saiba ler e calcular e o colega esteja memorizando a ordem alfabética. 
    Se a classificação etária ainda faz sentido pra você, leia seguindo a idade. Se não faz, se livre disso pra ontem e passe a observar seu filho pelo que realmente importa.
    Se ainda não te convenci, saiba que no nosso país, 50% das crianças que chegam ao 3º ano do ensino fundamental não sabem ler. Me diga agora se importa de alguma coisa ela ter feito os 8 anos completos no tempo certo para determinar o conteúdo a ser estudado. Não me interessa o que alguém colocou no currículo dos 8 anos, essa criança precisa ser alfabetizada!
    Dessa maneira, ficamos combinados que a classificação etária que coloco nos materiais serve para um norte e para identificar a progressão, bem como a complexidade das atividades, mas o ponto relevante é o seu filho como ser individual, com suas necessidades e dificuldades.

Tempo e estrutura de aula

    Quanto menor a criança, menor seu tempo de concentração. Susan Bauer fala em seu livro "A mente bem treinada" que se comece com 10 minutos diários para cada disciplina e aumente-se gradualmente a 30 minutos/disciplina diários até os 5 anos. Me parece bem razoável e é o que recomendo.
    Outro ponto de inflexão que diferencia da escola, o tempo de dedicação exclusiva é muito mais proveitoso. Ou seja, ainda que se aplique por menos tempo do que (teoricamente) seria o tempo  escolar, esse tempo é muito bem aproveitado na atenção direta. Não se preocupe se achar o tempo curto, preocupe-se em melhorá-lo gradualmente.
    Lembre-se de que a rotina ajuda muito. Não digo ser regrado pelo relógio, mas ter uma ordem de acontecimentos ajuda muito. Se vocês estudam todos os dias pela manhã, a criança já espera que após acordar, arrumar o quarto, tomar o café da manhã e escovar os dentes será a hora da atividade. Se sua criança é super agitada e precisa gastar energia para conseguir se concentrar melhor, incluir o parquinho antes do momento de estudo pode ajudar. Previsibilidade é muito importante nessa fase (e sim, é por isso que seu filho gosta daquela mesma história, de novo e de novo...).
    Use estratégias. Aqui, por exemplo, nunca começo direto com a apostila e lápis na mão. Convido os meninos às atividades com uma atividade de vida prática, lição do silêncio ou algum jogo educativo que seja proveitoso. Quando já estamos trabalhando vogais, números ou consoantes, costumo criar jogos que revisem e reforcem o conteúdo usando os flash cards que acompanham esses materiais - veja aqui algumas sugestões. Costumo fazer também um "intervalo" com jogo ou pintura, algo que os ajude a dar uma descansada e recobrar a atenção para a próxima atividade.
    Ainda sobre estrutura, não costumo usar folhas de atividades soltas com raras exceções. Gosto dos materiais já estruturados porque me dão um norte e as atividades já estão lá organizadas e prontas. Dessa maneira me sobra mais tempo para pensar no que fazer de "extra" (entenda-se, algo prático, jogo ou brincadeira) que aborde o assunto e deixe a aula gostosa. A partir dos 3 anos, costumo separar pelo menos 1 semana para trabalhar a letra da vez (segunda, quarta e sexta) e 2 dias para matemática (terça e quinta). Todos os outros materiais adjacentes, distribuo durante a semana, aplicando-os 1 ou 2 vezes, a depender do interesse da criança.  Sempre que acho necessário, faço revisão do conteúdo já visto.


Pré-escola

    A educação infantil servirá para a preparação e início da leitura, da escrita e da matemática, fundamentalmente. Nessa fase lançaremos as bases para um bom desenvolvimento nessas áreas e em tudo que as cerca, especialmente no que diz respeito à linguagem, consciência fonológica e fonêmica.
    Procure oferecer oportunidades para que seu filho desenvolva a linguagem. Leia para ele, converse, conte histórias, descreva coisas que estão acontecendo. Desligue a TV e o envolva na vida familiar. Deixe que explore e brinque. Dê bom exemplo. Leia para ele e para você também, deixe que a criança perceba que o livro e a leitura não servem "só pra ela", mas que são relevantes no contexto familiar. Dê valor e mostre alegria e cuidado com aquele livro precioso que acabou de chegar ou que encontrou escondido em uma prateleira no sebo. Deixe que a criança manipule os livros e aprenda a cuidar deles. Leia livros ilustrado apontando as palavras com o dedo e conversando com a criança sobre as imagens e sobre a história conforme vão crescendo. 
    Na escrita, ofereça oportunidades para que a criança explore o papel e lápis, giz de cera, pintura com tinta, incentive-a, conforme for crescendo, a segurar corretamente o lápis. Atividades de ligar, cobrir pontos, são bem vindas.
    Na matemática, exponha a criança a conceitos matemáticos, conte com ela os objetos, dedos, pedras, palitos...

    Partindo dos princípios acima, vamos agora olhar mais de perto as idades e deixarei a sugestão dos materiais Família de Trigo a serem utilizados.

+ 2 ANOS

    Nessa fase, Não tenha a preocupação em fazer atividades formais. Dê prioridade à leitura de histórias com bastante imagem, dialogando e ampliando o vocabulário da criança. Atividades práticas de encaixe, empilhamento, pareamento, massinha, pintura..., bastante parquinho para que se desenvolva sua coordenação motora. 

Materiais:



Nesse material trabalhamos as cores (primárias e secundárias) e as formas geométricas com os pequenos.
Atividades didáticas, divertidas e com poemas curtinhos introduzindo cada cor.

Conteúdo:
- Cores (vermelho, azul, amarelo, verde, laranja e roxo);
- Formas geométricas (círculo, quadrado, triângulo, retângulo, oval e losango).

Disponível nos dois formatos:
PDF: https://familia-de-trigo.myshopify.com/collections/2-anos/products/cores-e-formas
IMPRESSO: https://familia-de-trigo.myshopify.com/collections/2-anos/products/impresso-cores-e-formas


+ 3 ANOS

    Atividades que fortaleçam a musculatura geral são muito importantes, assim como aquelas que favoreçam a coordenação motora e musculatura das mãos para a escrita (muita massinha, atividades com pinça, blocos de encaixe...). Aqui também já é possível iniciar atividades que desenvolvam a concentração, como a lição do silêncio e atividades de vida prática. Continue com as leituras diárias. Se ainda não tiver feito, inclua as poesias no roteiro (livros como Ou isto ou aquilo, de Cecília Meireles; A arca de Noé, de Vinícius de Moraes, entre outros). A memorização de pequenas poesias é bem vinda.
    Atividades de pintura e que estimulem a criatividade são sempre bem vindas! Ofereça com regularidade oportunidade para que a criança explore a natureza. O "caderno da natureza" (link na lista de materiais) pode ser um bom estímulo para iniciar essa exploração. 
    Aqui iniciaremos a pré-alfabetização, com o ensino mais formal das letras focando no seu som principal, no início das palavras. Lançaremos as bases que são as vogais, assim como dos números, suas quantidades e sequência.
    Recomendo além dos materiais, o livro "Consciência fonológica em crianças pequenas" para trabalhar o tema de maneira lúdica. O uso desse livro avança-se além dessa idade.

Materiais:



Apostila para as crianças que estão começando a ter contato com as vogais., onde se inicia a pré-alfabetização. Partindo de poemas e canções, cada letra é apresentada através de exercícios consistentes e variados, seguindo até as primeiras junções com vogais.

Disponível nos dois formatos:
PDF: https://familia-de-trigo.myshopify.com/collections/3-anos/products/vogais

Apostila para crianças que estão iniciando o contato formal com os números e sua escrita. Enfatiza a correlação do desenho gráfico do número com sua quantidade representativa. Tem por objetivo estabelecer conhecimento sólido sobre os números de 0 a 10.

Disponível nos dois formatos:


Apostila sobre Formas Geométricas com abordagem bilíngue (inglês e português).
(Círculo, quadrado, triângulo, retângulo, oval, coração, estrela, losango.)



O caderno da natureza foi criado para auxiliar a família a enxergar e glorificar o Criador através da observação da criação. Trata-se de uma INTRODUÇÃO (27 páginas). A família deve dar continuidade segundo seus interesses.



Flash cards desenvolvidos para auxiliar a memorização do poema "As borboletas" - Vinícius de Moraes (Fonte: A arca de Noé - Companhia das Letrinhas).

PDF: https://familia-de-trigo.myshopify.com/collections/material-gratuito/products/as-borboletas-flash-cards-memorizacao-do-poema

Atividades compiladas de Lógica e Percepção visual: 
https://1drv.ms/b/s!ArPQ2FQi2TGugqYhrLTVTbFBZhJPgw


+ 4 ANOS

    Com as bases das vogais bem estabelecidas, a criança chega nesse ponto sabendo reconhecer com qual vogal uma palavra que escute se inicia e lendo seus primeiros encontros vocálicos (se isso não está bem firmado, vale a pena ficar mais um tempo no assunto das vogais). 
    Vamos agora avançar para os sons das consoantes. Aqui também trabalharemos seu som principal, abordada no início das palavras. O trabalho com consciência fonológica também continua seguindo o livro de Consciência fonológica em crianças Pequenas.
    Na matemática, a criança agora já conhece os algarismos necessário para escrever qualquer número (zero a nove). Continue trabalhando seu reconhecimento e vá aumentando sua quantidade gradativamente, trabalhando a ordem numérica. Nesse ponto, além dessas atividades que costumo fazer de maneira mais prática, introduzo outros conceitos de maior, menor, equivalente, ordem e tamanhos, através de material "Construindo a matemática 1", listado abaixo.
    Agora também estimular outros assuntos como astronomia, memória de curto prazo e apreciação de arte podem compor seu currículo. As explorações pela natureza podem dar continuidade ao caderno da natureza.
    Continue com atividades de consciência fonológica, as leituras diárias e memorização de poesia. Pode ser que já seja possível acrescentar livros maiores, de capítulos, para que a criança acompanhe a história aos poucos (por exemplo, um capítulo por dia antes de dormir). Nesse tipo de leitura, a criança pode estar descansando, desenhando, usando massinha... esses recursos não sonoros podem ajudar a ouvirem a história sem muitas interrupções e distrações sonoras.
    Treinos mais constantes de grafismo e caligrafia já podem ser iniciados. Deixarei na lista de materiais para 5 anos o de "Grafismo e Caligrafia". Esse material é composto por 5 cadernos, e o primeiro (introdução) já pode ser utilizado pelas crianças aos 4. É importante nessa fase a correção da pega do lápis, caso necessário. Lápis triangulares e adaptadores podem ajudar bastante nessa tarefa.
    

Materiais:


Esse material é continuação da apostila Vogais e tem por objetivo introduzir a criança aos sons das consoantes de maneira consistente, através de exercícios, poesias, cantigas e parlendas selecionadas especialmente para cada letra.

Disponível nos dois formatos:
PDF: https://familia-de-trigo.myshopify.com/collections/4-anos/products/no-mundo-das-consoantes
IMPRESSO: https://familia-de-trigo.myshopify.com/collections/4-anos/products/no-mundo-das-consoantes-impresso





OBJETIVOS:
- Desenvolver familiaridade com as hastes e apropriar-se de suas características invariáveis de tamanho e cor;
- Desenvolver conceitos de maior, menor e equivalente;
- Formar trens, sequências e combinações entre as hastes;
- Formar escadas e perceber a existência de uma ordem de tamanho entre as hastes;
- Desenvolver o conceito de paridade de comprimentos.





Treino da memória operacional através de exercícios divididos em 4 níveis de dificuldade.





Aprender a olhar o belo é um treino que molda nosso caráter, permeia nosso coração e nossa memória.
Nesse material serão apresentadas 10 lindas obras de arte, de 5 pintores diferentes. As observe com carinho e atenção. Haverá exercícios que ajudarão nesse processo de treino do olhar.


Apostila criada com muito carinho para as crianças que estão começando a ter interesse pelo espaço! Temas: Galáxias, estrelas, planetas do sistema solar.




Flash cards desenvolvidos para auxiliar a memorização do poema Regras de comportamento.

PDF: https://familia-de-trigo.myshopify.com/collections/material-gratuito/products/flash-cards-para-memorizacao-regras-de-comportamento


+ 5 ANOS

    Trabalhamos até então a consciência fonológica e os fonemas das vogais e consoantes e pode ser que sua criança já esteja lendo palavras, frases ou livros de sílabas simples. Se não estiver, não se preocupe, o trabalho de alfabetização começa agora! Iniciamos revisando os pontos fundamentas ida consciência fonológica (frase, palavra, sílaba, rima e aliteração). Se a criança já domina os assuntos, será uma revisão. Se ainda houver brechas ou chegou nessa fase em ter estudado esses conceitos, será a oportunidade de acertar os ponteiros.
    Revisada a consciência fonológica, revisaremos e aprofundaremos nas vogais, agora treinando os ouvidos e mentes para as vogais no contexto total da palavra (inicial, final e compondo as sílabas). Veremos também dos acentos, aprofundando em vogais orais abertas e fechadas.
    Indo além, revisaremos as consoantes agora com sua junção às vogais para a leitura, além das variações sonoras, quando há. A sequência se dá pelo estudos das sílabas complexas.
    Na matemática teremos 2 caminhos (que eu costumo trilhar paralelamente). O Construindo a matemática 2  dá continuidade em introduzindo a soma e subtração com as hastes da escala Cuisenaire e o Alegria da matemática trará uma revisão dos algarismos básicos e os guiará através de conceitos matemáticos fundamentais (como ordem numérica, formas geométricas, padrões, medidas e tamanhos, peso, capacidade, comparações...), explorando a matemática no campo concreto, pictórico e abstrato, seguindo até números até 100, adição subtração, soma, tempo e dinheiro.
    A memorização de poemas se torna mais intensa assim como os treinos de caligrafia (lembre-se que a leitura precede a escrita). Outros temas podem ser acrescentados ao planejamento. Deixo abaixo material para a semana da pátria, abordando 5 momentos da história do Brasil e um pouco desenho, escrita e geografia com a ficha "Aprendendo com frutas e vegetais".  

Materiais:



Por esse material damos início ao processo de alfabetização pelo método fônico. A consciência fonológica trata-se da habilidade de manipularmos a língua. Ela abrange o reconhecimento de frases, palavras, sílabas, aliterações e rimas.
Esses temas serão explorados durante todo o processo nos outros volumes da série, mas é fundamental que seja objeto de estudo inicial como pré-requisito para uma alfabetização bem sucedida. O objetivo desse material é levar a criança à consciência das características formais da linguagem e que sua estrutura pode ser segmentada.






Por esse material damos prosseguimento ao processo de alfabetização pelo método fônico. As vogais são o centro de toda a informação oral em nosso idioma e é o primeiro passo para leitura. Nesse material a criança será levada através de exercícios ao domínio de manipulação das vogais orais abertas e fechadas.




NO MUNDO DA ALFABETIZAÇÃO  - VOLUME 3
---- EM BREVE ----




Há anos temos acompanhado o sucesso de Singapura nos testes internacionais, e isso não se deve ao ensino de uma matemática nova, mas sim à maneira como a matemática é ensinada.
Baseada em resolução de problemas, observaremos nesse início um enfoque concreto-pictórico-abstrato na abordagem do ensino, que consiste em apresentar situações matemáticas utilizando materiais concretos, passando para representação pictórica e culminando no abstrato, a saber, a representação numérica.
Para sucesso na aplicação dessa abordagem, a apostila acompanha um guia de aplicação (em formato digital) para pais / professor, que direciona as etapas de atividades. O guia de aplicação está disponível na sua área de material complementar.




ALEGRIA DA MATEMÁTICA  - PRÉ-B
---- EM BREVE ----




- Estabelecer um código que represente cada haste;
- Introduzir símbolos e conceitos da adição e subtração;
- Relacionar as hastes através de padrões e equações por meio de escadas;
- Trabalhar equivalências e equações.

Disponível nos dois formatos:





Esse material foi pensado para a criança que está iniciando seu contato com a escrita, ou precisa de aprimoramento. Dividido em 5 cadernos, os exercícios abordam grafismo com traçados e exercícios viso motores, as letras do alfabeto em formato bastão e cursivo, bem como os numerais de 0 a 100.

Disponível nos dois formatos:



Trabalhar pontos da história do Brasil através de narrativas e atividades dinâmicas de interpretação.
Temas trabalhados:
- Pindorama (O Brasil antes da descoberta)
- Vera Cruz (O descobrimento e primeiro nome do Brasil)
- As primeiras cidades (Como eram edificadas e quais foram)
- Na colina do Ipiranga (independência do Brasil).






Vamos aproveitar o momento de degustação dessa delícias e aprofundarmos o conhecimento?
Escrita, desenho, geografia, matemática... quantos assuntos podemos abordar em um momento tão simples como esse?





Que dia é hoje? Quanto tempo falta até o passeio? Quando é meu aniversário?
Esse material tem o objetivo de apresentar à criança a passagem do tempo.
Nos meses, assinale cada dia e marque datas importantes como aniversários e passeios.
Acompanha uma tabela para identificação do dia de hoje, ontem e amanhã, bem como os dias da semana.



Espero que essa postagem tenha sido uma maneira de esclarecer esse processo tão importante que é a educação infantil.




Temos outras dúvidas que rodeiam esses assuntos que já foram respondidas, ou, se você procura se aprofundar em algum assunto, dê uma olhadinha na página de temas e perguntas mais frequentes CLICANDO AQUI.

Você deve gostar...

7 comentários

  1. Excelente texto. Obrigada por nos ajudar nessa missão tão apaixonante de educar nossos filhos! Que Deus abençoe sua família!

    ResponderExcluir
  2. Deus continue lhe capacitando. Adorei o texto.

    ResponderExcluir
  3. Desde já procurando saber sobre ed.infantil. Tenho 2 bebês (1a5m e 4m) e pretendo fazer homeschooling). Amando seguir você, suas publicações e orientações. Obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Esse post foi muito esclarecedor! Tenho dois filhos, e sempre fazia atividades em casa, complementando os assuntos da escola. Esse ano com a Pandemia adotamos o homeschooling. Minha maior dúvida é a seguinte: você estuda com os dois juntos ou separados? Estou tendo um pouco de dificuldades quanto a isso. Porque me revezo nos cuidados com meu marido, eu trabalho pela manhã e ele pela tarde, então faço nosso estudo de tarde, mas sempre com eles juntos, e as vezes vira uma confusão, os dois me chamando... enfim, como vc administra? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola querida, entendo sua aflição, eu me revezo com um de 5 anos, um de 3 e uma bebê de 1 ano. Tbm revezo horário com meu esposo para trabalharmos e cuidarmos das crianças. Aqui tem dado certo diminuir o tempo de aula e sempre trabalhar quebra cabeça, caligrafia, pintura ou um joguinho que requer menos da minha atenção a um enquanto preciso dar uma atenção maior ao outro. Não resolve 100%, mas já tem me ajudado bastante. Espero que você encontre um caminho que dê certo a sua família. Fique com Deus.

      Excluir
  5. Esclarecedor, com certeza ajudará muitos pais como nós nesse momento de pandemia. Abandonei o programa regular e adotei os materiais da Família de Trigo e tive de volta a alegria de meus filhos com o uso do material. Não fazíamos homeschooling, mas creio que nesse tempo de isolamento, todos ou quase todos já notaram o que funciona e o que não funciona. Fico feliz por ter encontrado essa família maravilhosa que tanto nos abençoou com os materiais. Ainda que volte as aulas regulares, não deixaremos de ter os materiais como apoio pedagógico e didático. Queremos um dia conhecê-los ou quem sabe trazê-los em nossa cidade para falar sobre educação!?

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar! Responderemos em breve.

Ideias Criativas