Sobre a pesquisa Cardus

dezembro 07, 2017


Realizada entre 2011-2014 com um investimento de 1.5 milhões de dólares, em parceira com a Universidade de Notre Dame, a pesquisa Cardus sobre a educação norte-americana oferece estatísticas importantes.

Com a pesquisa, Cardus (uma organização canadense de escolas cristãs) desejava responder a pergunta, "Escolas cristãs estão formando alunos engajados nos meios acadêmicos, religiosos e civis?" A pesquisa foi feita somente entre pessoas de 24-39 anos, já formados do colegial em escolas públicas, católicas, protestantes ou homeschooling. O PDF gratuito pode ser baixado aqui: http://www.tpcs.org/about-us/Cardus-Cardus_Education_Survey_Phase_I_Report.pdf

Em resumo, os dados apontam que as escolas cristãs estão formando alunos pensadores e engajados. Em contraste, os alunos homeschoolers deixam a desejar: poucos se formam na faculdade, raramente são voluntários nas ONGs da sua cidade, poucos confessam a fé dos seus pais ou dizem ter um senso de propósito na vida. A taxa de divorcio também é maior entre os homeschoolers.

Os dados merecem reflexão.

Ao refletir, porém, tenha em mente que, dos 1471 alunos entrevistados, somente 82 eram homeschoolers (GAITHER, Milton. The Wiley Handbook of Home Education, p. 41). E desses 82, somente 61 tiveram o que é categorizado como "homeschooling religiosa". Embora 61 alunos podem nos oferecer insights interessantes, um número pequeno não nos permite uma representação detalhada do movimento homeschooling.

A pesquisa também não compara dados como a metodologia de ensino no homeschooling ou se o aluno fez homeschooling somente no colegial ou desde seus primeiros anos. Claro, a pesquisa Cardus nem focaria nessas questões porque seu propósito é levantar dados acerca das escolas cristãs, e não homeschooling.

Vale lembrar também que os dados oferecidos pela pesquisa Cardus vão nos oferecer, em parte, reflexão acerca do homeschooling de 20 anos atrás. O que é muito válido, claro. Mas muito tem evoluído desde então. A pesquisa não é - e não diz ser - um retrato do movimento homeschooling na atualidade.

Os próprios pesquisadores parecem reconhecer os limites da sua pesquisa quando comentem:


Há várias limitações nesta pesquisa que devem ser destacadas. Primeiro, sejamos cautelosos em não concluir que esses dados apontam efeitos universais de homeschooling em todos os tempos e todos os lugares. É claro que médias de todos os homeschoolers pode perder de vista fontes importante de variações entre os tipos de homeschooling. Pouco se sabe sobre o efeito de abordagens ou pedagogias de homeschooling diferentes nos resultados do aluno. Tudo isso para dizer que é dificil generalizar sobre homeschoolers pois o contexto familiar — e até o contexto na sociedade — pode modificar of resultado da experiência homeschooling. Pesquisas adicionais com mostras ainda maiores de homeschoolers seleccionados aleatoriamente será necessário para traçar essas diferenças importantes em pontencial no efeito do homeschooling.

There are several limitations of this study that must be noted. First, we must be cautious about concluding that these findings reveal universal effects of homeschooling in all times and places. Of course, averages for all homeschoolers can miss important sources of variation across types of homeschools. Little is known about whether different homeschooling approaches or homeschooling pedagogies have different effects on student outcomes. All of this to say that it is diffcult to generalize about homeschoolers since the family context and even the societal context can considerably modify the effect of homeschooling experiences. Additional research with larger samples of randomly selected homeschoolers will be necessary to chart these important potential di erences in the effect of homeschooling

Você deve gostar...

0 comentários

Obrigado por comentar! Responderemos em breve.

Ideias Criativas