1ª lição a ensinar: COMER E DORMIR. Rotina também é coisa de bebê!

abril 11, 2016




“Aproveite para dormir enquanto pode!”

Qual futuro pai/mãe nunca ouviu essa frase?
Hoje quero falar do problema que atordoa muitas mães de bebês novinhos – a falta de sono!
Eu sou uma pessoa que PRECISA dormir, cuja vida se torna um caos depois de uma noite mal dormida. Sendo assim, quando descobri a gravidez essa foi uma preocupação real: como vai ser depois que nascer?? Nunca mais vou dormir?? E comecei a perguntar para qualquer mãe que eu visse na frente: “Com quanto tempo seu filho começou a dormir a noite toda?”. E a resposta geralmente assustadora partia de 1 ano pra cima. Um ano sem dormir uma noite inteira?? Não vou resistir!

Bem... em uma das minhas leituras durante a gravidez, me deparo com uma parte do livro “Crianças francesas não fazem manha” que abordou o assunto do sono como sendo não natural e beirando o absurdo que o bebê da escritora de 2 meses ainda não dormisse a noite toda. Claro que me espantei tanto quanto a autora ao ouvir aquilo. Mas a indignação dela gerou uma pesquisa que constata que isso é realmente possível!

Nesse livro então ela conversa com um pediatra francês e dá diversas dicas de como tornar isso possível, entre diversas outras coisas (recomendo muito esse livro!). Acolhi com carinho as dicas dela e fui atrás de mais leitura a esse respeito. 


Foi quando cheguei ao livro “12 horas de sono com 12 semanas de vida” – Giordano, Suzy – Ed Zahar, alvo dessa postagem.

Suzy é uma brasileira conhecida como encantadora de bebês, e passa nesse livro preciosas dicas de como ensinar seu bebê a dormir a noite toda. Ela garante que o método não funciona apenas com os “anjinhos”, mas que em mais de 20 anos treinando bebês a dormirem, todos eles conseguiram. Bebês com muitas cólicas, gêmeos, trigêmeos, não importa.

Se realmente funciona com todos, eu não sei. Mas o que eu posso dizer com propriedade é que com o Arthur funcionou! E por isso quero dividir com vocês essa esperança. Hoje estou na minha segunda gravidez e logo volto para dizer se funcionou bem certinho com nosso próximo menino!

O livro é destinado a crianças de até 12 semanas, mas a autora diz que seus métodos têm efeito em crianças maiores também, até por cerca de 18 meses.

Para isso ela parte dos pressupostos a seguir: 

  • O bebê deve se adaptar à família, não a família ao bebê. Apesar das mudanças necessárias, a chegada do bebê não deve ditar novas regras para toda a família. 
  • Você deve se sentir no comando como pai ou mãe. Quando a mãe ou o pai não se colocam no comando, certamente o filho o fará. 
  • Dormir é uma habilidade que se aprende e que deve ser ensinada ao bebê. Dormir bem é tão importante quanto falar ou andar, e devemos nos empenhar em ensiná-los a dormir tanto quanto fazemos com essas outras habilidades. 
  • O treinamento para dormir exige comprometimento e trabalho duro por parte dos pais.Autoexplicativo. 

Benefícios que a autora cita sobre o método:
  • Há pouco choro envolvido no processo; 
  • Você terá filhos mais felizes e cooperativos; 
  • Vocês serão pais proativos; 
  • Você terá uma rotina previsível; 
  • Você será capaz de lidar de maneira eficiente com mais de uma criança; 
  • Você pode seguir esse método sozinha; 
  • Vou dividir com vocês as anotações que fiz do livro como um guia prático. Mas reforço que esse é um livro que não pode faltar em sua biblioteca materna! O Investimento vale muito a pena dado os benefícios! 

1ª à 6ª semana - Pegue leve e não crie maus hábitos

Use esse tempo para se recuperar, para seu bebê se acostumar à vida fora do útero e para que a família se adapte às mudanças que acompanham o nascimento do bebê.

Não crie maus hábitos como colocar na cadeirinha vibratória todas as vezes que o bebê chorar, por exemplo. Isso fará que o bebê aprenda que ele precisará ir para a cadeirinha para se acalmar, quando nosso objetivo é que ele seja capaz de acalmar-se sozinho.

Nesse período, aprenda a rotina do bebê. Quanto e por quanto tempo ele mama, fraldas, etc. É interessante nesse período fazer anotações com essas informações.




MAMADAS DURANTE O DIA

O bebê deve conseguir mamar a cada 2h30 ou 3h durante o dia nas primeiras seis semanas de vida.
Bebês precisam ser alimentados a cada 3 horas para o ganho contínuo de peso.
Durante o dia, acorde-o se ainda estiver dormindo e já fizer 3 horas desde que a última mamada começou. Períodos muito longos de sono devem ocorrer durante a noite.
Não alimente o bebê com mais frequência do que 2h30 nas primeiras 6 semanas (a menos que o pediatra recomende). O sistema digestivo precisa processar o alimento. Alimentá-lo a cada hora 1h30 ou 2h vai fazer com que ele belisque ao invés de ingerir a refeição completa e dificultará o treinamento de 4h em 4h mais adiante. Mas deixe que o bebê se alimente o quanto quiser no horário das mamadas.



MAMADAS DURANTE A NOITE

É a mesma rotina que o bebê tem durante o dia até a terceira ou quarta semana. Depois desse tempo, pode deixar o bebê aumentar sozinho o tempo entre as mamadas noturnas, o que depende conforme o peso, prematuridade e outros fatores. O ideal é que o bebê alcance 4 quilos para começar a aumentar esse tempo entre as mamadas.


SONO À NOITE

Nas mamadas noturnas, não encoraje seu filho a despertar. Deixe as luzes baixas, alimente-o e coloque de volta no berço.


SONO DURANTE O DIA

Desde que o bebê esteja acordado de 3 em 3 horas para as mamadas, o sono durante esse intervalo não afetará quando o treinamento começar.



6ª à 8ª semana - A tempestade de duas semanas

Nesse período a maioria dos bebês apresentam cólicas e gases com maior frequência. Tente acalmá-los com massagens ou algum medicamento recomendado pelo pediatra.


MAMADAS DURANTE O DIA

Aumente o tempo entra as mamadas para 3 em 3 horas, se o bebê ainda estiver mamando a cada 2h30. Essa etapa já pode ter acontecido.



MAMADAS DURANTE A NOITE

Caso ainda não tenha acontecido, relaxe o tempo entre as mamadas e deixe o bebê acordar naturalmente para mamar.


SONO DURANTE A NOITE E DIA

Por ser um período tão difícil essas duas semanas, não se preocupe em treiná-lo para dormir nesse estágio.


8ª à 12ª semana - Que os treinos comecem!


Para que o treinamento seja eficaz, é preciso seguir a ordem cronológica abaixo:


1º passo: Alimentação durante o dia – a cada 4 horas, quatro vezes por dia, ao longo de 12 horas. 
2º passo: Alimentação durante a noite – elimine gradualmente as mamadas noturnas ao longo de 12 horas. 
3º passo: Sono da noite – Dormir ou descansar em silêncio no berço por 12 horas. 
4º passo: Sono do dia – Dormir ou descansar em silêncio no berço por cerca de 1 hora pela manhã e 2 à tarde. 


Utilize as ferramentas a seguir para ajudar a esticar o tempo entre as mamadas durante o dia, ou fazer seu bebê se acalmar à noite. Mas lembre-se que é importante ter bom-senso.



De dia, é preferível ceder e alimentar o bebê alguns minutos antes do que deixa-lo muito frustrado e desconfortável.

De noite, haverá momentos em que todas as ferramentas falharão e você precisará tirar o bebê do berço para acalmá-lo.

No entanto, esses casos devem ser exceções, não a regra. A autora cita essas duas regras para termos em mente quando formos inserir ou mudar hábitos da rotina do bebê:



Regra dos três dias - Bons hábitos levam 3 dias para serem aprendidos e 3 dias para serem mudados.

Regra dos sete dias - Maus hábitos levam 3 dias para serem aprendidos e 7 dias para serem mudados.


E ela também nos lembra: A melhor hora de dar carinho ao bebê é quando ele está tranquilo, e não só quando estiver chorando para que não seja uma recompensa pelo choro.



MAMADAS DURANTE O DIA

Agora o bebê deve começar a mamar de 4 em 4 horas. Estabeleça esse horário conforme a rotina da família. Pegue um bloco de 12 horas e divida por 4 mamadas. 


Inicie as mamadas nos horários programados. Se o bebê precisa trocar a fralda ou tomar banho, separe os minutos que antecedem a mamada para isso.


MAMADAS DURANTE A NOITE
Não acorde o bebê para mamar. E, quando ele acordar naturalmente, esteja preparada (peito: roupas fáceis para amamentar / mamadeira: deixe pronta).
Elimine todas as mamadas de maneira gradual e nessa ordem (considerando que o bebê acorda 3 vezes para mamar): Segunda, Primeira, Terceira.
Para eliminar as mamadas, vá diminuindo a oferta do leite. Se na segunda mamada ele bebeu 90ml, ofereça 75ml no dia seguinte, etc. Até eliminar a mamada. - Se o bebê mama no peito, use a mesma regra em minutos: 12 min. 9min...

O bebê deve ingerir durante o dia o que deixar de ingerir à noite.



SONO DURANTE A NOITE

- Estabeleça uma rotina para dormir - como banho, diminuir a luz, colocar uma música de ninar...;
- Coloque o bebê no berço acordado;
- Coloque uma música suave ou móbile;
- Dê um cobertor ou brinquedo que o bebê goste para dormir;
- Dê um beijo de boa-noite;
- Apague a luz e saia do quarto.

Se o bebê chorar, espere de 3 a 5 minutos. Se ele parar e depois retomar o choro, reinicie a contagem antes de entrar no quarto. Utilize as ferramentas da noite para acalmá-lo. Quando isso acontecer, saia do quarto. Espere o choro por 3 a 5 minutos antes de entrar no quarto novamente.



SONO DURANTE O DIA

Utilize alguns rituais do sono noturno e coloque o bebê no berço para as sonecas durante o dia. Utilize também os mesmos métodos para acalmá-lo, caso precise.






BEBÊS DE 3 A 9 MESES

Bebês nessa idade continuam receptivos ao treinamento, mas já podem ter adquirido maus hábitos. Siga as mesmas etapas, ainda que já ingira alimento sólido.




BEBÊS DE 9 A 18 MESES

- Mantenha um diário da rotina do bebê na semana que antecede o treinamento - Não confie só na memória. Anote os hábitos de alimentação, sono e atividades.

- Nos horários de sono, deixe o ambiente mais escuro e coloque sons do mar ou chuva para o bebê se acalmar. Deixe o ambiente adequado!

- Treine o bebê a comer de 4 em 4 horas - não ofereça a mamadeira de "lanchinho" entre as refeições. Se estiver com fome, o bebê fará a refeição completa no horário.

Nessa idade o treinamento tende a ser mais trabalhoso e envolve mais choro. 

- Persista em esperar de 3 a 5 minutos de choro para interferir da maneira descrita para os bebê até 12 semanas. 

- Use a voz em tom de sussurro com frases curtas para incentivá-lo a voltar a dormir como "boa noite", "volte a dormir". Sente-se ao lado do berço e passe as mãos pela grade, assim é menos provável que ele queira que você o tire de lá.



1º noite

Faça a rotina de sono e coloque o bebê no berço. O bebê pode ficar chateado, mas saia do quarto para que ele entenda qual é o objetivo. Se ele ainda estiver aborrecido, conte até trinta e entre no quarto. Utilize as ferramentas para acalmá-lo e saia do quarto novamente. Lembre-se que o bebê está alimentado e está cansado e terá todas as condições para descobrir como adormecer por si só.


2ª noite

Repita a mesma rotina, mas agora prolongue o tempo das intervenções de 3 a 5 minutos. Você deve perceber uma melhoria com relação à primeira noite.


3ª noite

Repita a rotina. Você perceberá melhorias bem claras entre essa e a próxima noite. Não desista!

Claro que aqui trouxe apenas traços gerais para que você saiba o que esperar e que vale a pena. Compre o livror para ver os exemplos e abordagem ótima e detalhada que a autora faz, além de dar diversas outras dicas para ter sucesso nesse período tão importante do bebê e da família. 


Desejo a você sucesso com o soninho do bebê!
Beijos!

Você deve gostar...

1 comentários

Obrigado por comentar! Responderemos em breve.

Ideias Criativas